17 de abril de 2018 às 07h32min - Por Mário Flávio

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje, a validade da decisão do ministro Dias Toffoli, que suspendeu a inelegibilidade do ex-senador Demóstenes Torres. Caso esse entendimento seja mantido pelo colegiado, o ex-senador poderá concorrer a um cargo público nas eleições de outubro.

Em 2012, Demóstenes Torres foi cassado pelo plenário do Senado. Segundo as investigações da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, o ex-parlamentar teria prestado serviços à organização criminosa que seria comandada pelo bicheiro Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.

No ano passado, Demóstenes conseguiu um habeas corpus e a anulação das escutas telefônicas que foram utilizadas para embasar o processo de cassação parlamentar.

Após a decisão que concedeu o habeas corpus, o ex-senador pediu neste ano que o mandato fosse restituído e que sua inelegibilidade fosse afastada. O ministro Dias Toffoli, do STF, não autorizou a volta dele ao cargo, mas atendeu o pedido liminar até que o mérito da questão fosse julgado pela Segunda Turma.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro