14 de janeiro de 2013 às 11h54min - Por Mário Flávio

Na próxima quarta-feira (16), às 14h, o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco e os representantes do Sindicato da Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-Pe) se encontram para definir a assinatura do Termo de Ajuste de Conduta (TAC). O acordo dispõe sobre melhorias nas condições de trabalho de motoristas e cobradores da Região Metropolitana do Recife, tratando de questões como condição térmica e física dos veículos e jornada de trabalho.

A última audiência, antes marcada para 18 de dezembro último, foi adiada mediante pedido do Urbana, que alegou não ter tido tempo de discutir com os empresários algumas das cláusulas do acordo. Segundo os procuradores do Trabalho responsáveis pelo projeto, Adriana Gondim, Leonardo Osório e Vanessa Patriota, apesar de muito já ter se avançado em relação à melhoria nas condições de trabalho do setor, ainda faltam as questões relativas ao calor e às jornadas. Espera-se que nesta última reunião as partes entrem em acordo quanto aos pontos. “Precisamos garantir as condições de trabalho da categoria”, afirmam os procuradores. Em não havendo resolução das questões via TAC, o MPT ingressará na justiça com ação civil pública, para os pontos não ajustados.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro