6 de março de 2012 às 14h00min - Por Mário Flávio

A diretoria do Sindicato dos Empregados do Comércio de Caruaru não ficou satisfeita com o fato de que esta terça-feira (06), dia comemorativo da Data Magna de Pernambuco, foi expediente normal de trabalho no estado. Em nota enviada à imprensa, o sindicato põe a culpa nos deputados estaduais por aprovarem alteração do feriado para o primeiro domingo de março.

O SINDECC se posiciona de forma contrária ao dia normal de trabalho e julga que isso denota uma priorização do “lucro e do comércio em detrimento da História.” A diretoria do sindicato também criticou diretamente ao deputado Antonio Moraes, autor do projeto de alteração da data, ao ex-deputado Esmeraldo Santos e à ex-deputada Miriam Lacerda, parlamentares que votaram a favor do projeto e que têm base eleitoral em Caruaru.

No entanto, o sindicato compartilhou declaração da ex-deputada Terezinha Nunes, que disse que a transferência da data é um desserviço ao Estado e à sociedade. Segundo o SINDECC, não são os feriados que prejudicam a economia, mas as altas tributárias, concentração de renda e corrupção das estruturas políticas e empresariais do Brasil.

Nota publicada pelo SINDECC em seu blog oficial


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro