6 de setembro de 2013 às 18h08min - Por Mário Flávio

Por meio de nota, o Simepe comentou a decisão da médica Rafaela Alves Pacheco, que anunciou a saída da direção do Sindicato e criticou a diretoria do Simepe. Na nota, os médicos disseram que respeitam a decisão, mas voltaram a elevar o tom contra o programa Mais Médicos. Segue a íntegra da nota.

“O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) vem a público ratificar o compromisso com os interesses da categoria e esclarecer que por ser uma entidade democrática, acata a decisão de desligamento de diretores, que por discordâncias das deliberações de assembleia geral, não se sentem mais representantes da posição majoritária dos médicos.

O Simepe vem ao longo de 81 anos de história, defendendo a valorização profissional e de uma saúde pública de qualidade para a população. O Programa Mais Médicos não responde a luta da categoria por mais financiamento para o Sistema Único de Saúde (SUS), carreira de estado, concursos públicos e boas condições de trabalho. É preciso saber diferenciar uma proposta eleitoreira de uma proposta séria de política pública de saúde.

É dever deste Sindicato respeitar as decisões soberanas das Assembleias Gerais e continuar na luta em defesa do médico, livre de bandeiras partidárias”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro