12 de março de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

20130306-025144.jpg

Está marcada para às 20h desta terça (12) uma sessão solene alusiva ao centenário do ex-prefeito de Caruaru, João Lyra Filho. A propositura é de autoria do vereador e presidente da Câmara, Leonardo Chaves (PSD). A relação entre João Lyra Filho e Leonardo sempre foi muito próxima, sendo o patriarca da Família Lyra o responsável por colocar Chaves na política. Leonardo ocupou o cargo de secretário de Finanças de João Lyra Filho, no segundo governo dele a frente da prefeitura de Caruaru.

Lyra teve papel de fundamental importância na política de Caruaru e rivalizou durante muitos anos com Drayton Nejaim a hegemonia na política local. Os herdeiros dele na política são o vice-governador, João Lyra Neto, o saudoso ex-ministro da justiça, Fernando Lyra, e a deputada estadual Raquel Lyra. A sessão deve reunir diversas autoridades políticas e a Casa Jornalista José Carlos Florêncio deve receber um grande público.

MISSA – Antes da sessão uma missa será realizada nesta terça-feira para marcar a data do centenário de João Lyra Filho, que se vivo estivesse completaria 100 anos no dia 12 de março. A celebração acontecerá na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, às 19h.

POLÍTICA – Segundo reportagem assinada pelo jornalista Ricardo Perrier, a trajetória política de João Lyra Filho começou em 1959, quando assumiu a Prefeitura do município pela primeira vez, através da Coligação por Caruaru, liderada pelo seu partido, a UDN, permanecendo no cargo até 1963. A segunda gestão à frente do Executivo municipal aconteceu de 1973 a 1976, em plena época da ditadura militar, sendo eleito pelo MDB. Como deputado federal, exerceu o cargo por uma legislatura, de 1966 a 1970, sendo eleito também deputado estadual por dois mandatos consecutivos, de 1982 a 1990. Mesmo após ter abandonado a vida pública, ele continuou servindo de referência para as forças políticas da região, sendo seu nome sempre consultado nos pleitos locais.

Em outubro de 1999 o ex-prefeito foi internado na Casa de Saúde Santa Efigênia, após apresentar problemas cardiovasculares. Nesse período ele chegou a ser submetido a uma cirurgia para a retirada de uma placa que impedia a irrigação da perna. Na manhã de 15 de novembro o quadro clínico se agravou e ele começou a apresentar dificuldades respiratórias. Por volta das 5h10 Lyra Filho não resistiu e sofreu uma nova parada respiratória, vindo a falecer.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro