6 de julho de 2012 às 15h44min - Por Mário Flávio

Em fevereiro desse ano o PSD realizou um grande encontro com os polìticos da legenda, que invadiram Recife e mostraram a força da sigla. Após o encontro, o grupo de jornalistas que cobria o evento, foi almoçar num restaurante e encontrou por lá o deputado federal, Sérgio Guerra, que concedeu entrevista coletiva.

Na época, o tucano explicou o fim da União por Permambuco e fez uma previsão sobre a base de apoio do governo Eduardo Campos: “Assim como a União por Pernambuco foi dizimada, essa história de Frente Popular não existe. Que Frente é essa com tanta discórdia? Com a aproximação da eleição vocês vão entender que essa união da Frente é fachada”, profetizou.

Que o presidente nacional tinha razão em algumas questões é perceptível, mas nem o mais otimista ou pessimista, a depender do ponto de vista, poderia imaginar um cenário tão complicado como aconteceu esse ano no Recife.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro