11 de setembro de 2017 às 14h35min - Por Mário Flávio
Em coletiva, FBC voltou a frisar ações de prevenção e negou denúncias

Do Blog de Inaldo Sampaio

Novo mandachuva do PMDB de Pernambuco, o senador Fernando Bezerra Coelho (ex-PSB) fez sua estreia neste domingo (10) no “palanque das oposições” ao participar da 16ª edição da “Missa do Vaqueiro” na cidade de Canhotinho, região Agreste de Pernambuco.

Estavam ao lado de Bezerra Coelho o senador e pré-candidato ao governo estadual Armando Monteiro Neto (PTB), o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), o ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho (PSB) e o deputado estadual Álvaro Porto (PSD).

O ministro Mendonça Filho (Educação) também foi convidado, mas não pôde comparecer, porque estava fora do Brasil em compromisso familiar.

Duas semanas atrás, em Caruaru, quando ainda pertencia ao PSB, o senador Fernando Bezerra Coelho emitiu os primeiros sinais de que sua saída do partido estava próxima, para se incorporar às oposições.

Ali, dirigindo-se ao ex-governador João Lyra (PSDB), pai da prefeita Raquel Lyra (PSDB), ele sinalizou com a união de Caruaru e Petrolina, como na eleição de 2006, em busca de um “novo tempo” para Pernambuco. Foi a primeira demonstração, concreta, de que estava praticamente rompido com o governador Paulo Câmara.

A concentração para a “Missa do Vaqueiro” teve início às 9h no distrito Olho D’água. Em seguida, cerca de dois mil vaqueiros seguiram em fila para a sede do município, onde foi realizada a cerimônia religiosa. À noite, houve show em praça pública com artistas regionais.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro