4 de março de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

pacto_pela_vida

Enquanto a Secretaria de Defesa Social aponta que em fevereiro foram registrados 20 homicídios em Caruaru, indicando o mês mais violento dos últimos seis anos, a prefeitura informa, por outro lado, que a Central de Inteligência para Segurança Preventiva (CISP), implantada em outubro de 2011, fez a cidade superar a meta estabelecida pelo Pacto pela Vida em 3%. Segundo a prefeitura, esses números foram alcançados devido ao combate ao tráfico de drogas, que foi possível com auxílio das câmeras de monitoramento.

Ainda de acordo com a prefeitura, o aumento no número de blitz foi outra medida que contribuiu com os números do Pacto pela Vida. O foco dado pela Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (DESTRA) foi na abordagem a motociclistas, já que a maioria dos crimes era praticado por homens que usavam motos como transporte, segundo dados da Polícia Militar.

“Possuímos um mapeamento de pontos com maior incidência de delitos. Eles são monitorados pelas câmeras 24h por dia. Caso a Guarda Municipal perceba alguma alteração da normalidade ou movimentação suspeita, imediatamente a PM é acionada”, explicou Cel. José Carlos, Diretor Presidente da DESTRA. Segundo ele, no caso de prédios públicos, a viatura da Guarda que estiver mais próxima se desloca imediatamente até o local da ocorrência.

De novembro de 2011 até janeiro deste ano, 142 ocorrências relacionadas ao tráfico e ou uso de entorpecentes foram registradas. 176 roubos e/ou furtos foram registrados pelas câmeras da Centra, que ajudaram a identificar os suspeitos. Não foram informados, no entanto, registros que mostrem que o monitoramento ajudou na identificação de suspeitos de homicídios.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro