12 de junho de 2018 às 21h15min - Por Mário Flávio

Do G1

A segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará no dia 19 de junho ação penal que decidirá se a presidente do Partido dos Trabalhadores e senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, serão condenados ou absolvidos na Operação Lava Jato.

Também será julgado o empresário Ernesto Kugler Rodrigues, ligado ao casal.

Na semana passada, o ministro Celso de Mello, revisor da Lava Jato, liberou o caso para julgamento, e o tema foi marcado pelo presidente da turma, ministro Ricardo Lewandoski.

Segundo a acusação, os três, “agindo de modo livre, consciente e voluntário”, pediram e receberam R$ 1 milhão desviados do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. O dinheiro teria sido direcionado para campanha eleitoral de Gleisi em quatro parcelas de R$ 250 mil.

O repasse teria sido realizado, segundo a PGR, através de empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef contratadas pela Petrobras a firmas de Rodrigues.

Ainda segundo a PGR, os recursos foram liberados pelo ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, cujo objetivo seria obter apoio político de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo para se manter no cargo.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro