25 de novembro de 2020 às 07h35min - Por Mário Flávio

A pandemia da Covid-19 trouxe uma série de desafios para as redes de ensino do país, como a adaptação das equipes pedagógicas para oferecer conteúdo não presencial a milhões de estudantes. Com a possibilidade de retomada das aulas presenciais, outros desafios se impõem agora, como a identificação, entre os alunos, das aprendizagens mínimas necessárias para que cada estudante possa avançar para a etapa seguinte, em 2021 – seja no modelo presencial ou híbrido.

Diante deste cenário, foi desenvolvida a Plataforma de Apoio à Aprendizagem (https://apoioaaprendizagem.caeddigital.net/), direcionada a professores e gestores escolares. A plataforma éuma iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), por meio da Frente de Avaliação, com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF), Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, Instituto Ayrton Senna, Instituto Reúna e Itaú Social.

Neste mês de novembro, a Undime de Pernambuco realizou um lançamento virtual para os profissionais da rede pública do estado. O objetivo do encontro foi o de apresentar a plataforma e fazer a formação dos professores e gestores para o uso da ferramenta.

Identificação de conhecimentos e habilidades

O objetivo da Plataforma de Apoio à Aprendizagem é apoiar as redes de ensino e suas escolas que decidirem pelo processo de retomada das aulas presenciais ou híbridas, identificando como os alunos estão em relação aos conhecimentos e habilidades esperados para cada etapa escolar. A partir desta avaliação diagnóstica, com resultados produzidos por atividades de verificação de aprendizagem, a plataforma pretende auxiliar na construção de planos de aula efetivos, ancorados na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e em um conjunto de orientações para que todos os estudantes possam avançar no conteúdo pedagógico.

Dentre as ferramentas oferecidas pela plataforma estão: materiais de apoio ao retorno das aulas presenciais, com conteúdo voltado para o desenvolvimento socioemocional; Mapas de Foco e Marcos de Desenvolvimento da BNCC; cadernos com atividades avaliativas; guia de uso e aplicação de diferentes avaliações;  orientações pedagógicas para uso dos resultados e ensino de habilidades prioritárias para Matemática e Português do Ensino Fundamental e Médio.

O conteúdo da Plataforma de Apoio à Aprendizagem é totalmente gratuito e está disponível para todos os interessados. Cabe ressaltar, porém, que a iniciativa não estimula a volta às aulas presenciais, mas visa auxiliar as redes quando elas decidirem pelo retorno, observando as precauções, curva pandêmica local e adotando todos os protocolos de higiene e saúde.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro