26 de fevereiro de 2014 às 10h44min - Por Mário Flávio

joão bosco

Por Ana Rebeca Passos

A duplicação da BR 104 que corta os principais trechos urbanos de Caruaru permanece inacabada e ainda tem sido motivo de muita insatisfação, insegurança e falta de estrutura que beneficie a população e de quem trafega diariamente pela rodovia. As obras foram iniciadas ainda em 2009 e até agora não foram concluídas como previsto. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) os trabalhos foram interrompidos por várias vezes devido aos inúmeros problemas enfrentados ao longo da realização do projeto.

O secretário de infraestrutura do DER Pernambuco, João Bosco de Almeida, garantiu que a meta é finalizar a obra até abril de 2014. “Nós fizemos uma inspeção in loco na BR 104 e a nossa expectativa é que a gente conclua todo o trabalho das perimetrais das vias laterais que corta a cidade de Caruaru até o final de abril e que libere o projeto de duplicação para uso pleno da população. No dia 30 de abril nós estaremos com todos os serviços concluídos, além da pista principal que vai até Toritama”, garantiu o secretário.

João Bosco de Almeida explicou os motivos que levaram o não cumprimento do prazo estipulado para conclusão da duplicação. “Essa obra se estendeu muito além do tempo que era previsto. Era uma obra pra dois anos e já está com mais de três anos de interdição, tivemos várias dificuldades ao longo da obra, ajustes no projeto, problemas com as construtoras. O importante é que todas as questões relacionadas com essa obra estão estudadas, equacionadas e em curso. Não tem mais nenhuma pendência quanto á conclusão da obra no final de abril”, afirmou João Bosco.

De Caruaru à Toritama, o valor aplicado na duplicação da BR 104 chega a R$ 300,00 milhões. Referente ao trecho que liga Toritama e a divisa com a Paraíba ainda será objeto de licitação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro