19 de julho de 2013 às 12h29min - Por Mário Flávio

Por meio de nota a prefeitura de Caruaru se pronunciou sobre a morte de Talita Andreza Silva Freitas. Segundo a nota, a direção da Casa de Saúde Bom Jesus abriu procedimento de investigação para apurar o caso. Segue a íntegra da nota:

“A Secretaria de Saúde abriu Procedimento Padrão de Investigação de Óbito e também inquérito administrativo para apurar as condições em que ocorreu o falecimento de Talita Andreza Silva Freitas. De acordo com o prontuário médico, a gestante deu entrada às 07h05, seguindo para a etapa chamada expectação, tendo ocorrido o parto normal às 15h03. Ela deu à luz uma criança do sexo masculino. Na declaração de óbito emitida inicialmente consta como causa morte: ‘hemorragia pós-parto, com consequente choque hipovolêmico, causado por discrasia sanguínea’.

A paciente apresentou complicações pós-parto, com sangramento, e foram realizadas medidas recomendadas para estabilização, como curagem (procedimento manual para retirada de coágulo) logo após o parto, e curetagem (procedimento cirúrgico de menor porte) às 18h30. Às 19h, como não houvesse resposta do organismo da paciente, foi realizada a cirurgia de retirada do útero – histerectomia. Não se conseguiu estabilizar a hemorragia e o óbito aconteceu às 02h15.

De acordo com a equipe médica assistente, entre o momento pós-parto e o óbito foram prestados todos os tratamentos de suporte necessários, mas a paciente não conseguiu reagir e o quadro não se reverteu. Já havia senha garantida para transferência da paciente ao Hospital Regional do Agreste, mas esta transferência só poderia ser feita após a estabilização da paciente”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro