13 de janeiro de 2014 às 07h55min - Por Mário Flávio

20140112-234528.jpg

Os relatos dos trechos do processo liberado pela justiça chamam atenção por algumas afirmações de colegas dos 10 vereadores presos na Operação Ponto Final. Um deles é o de Rozael do Divinópolis (PROS). O vereador foi eleito na oposição e no início do mandato ratificou que ficaria no bloco. No entanto, sempre votou a favor do governo e foi até ameaçado de expulsão do antigo partido, o PMN. Após o São João o edil confirmou que estava aderindo ao governo e nunca deixou claro qual era o motivo.

No texto do processo, Rozael foi taxativo ao falar sobre a sua saída da bancada oposicionista. “O parlamentar
declara que deixou de compor a oposição no momento em que os demais vereadores passaram a pressioná-lo a participar desse grupo que buscava barganhar com o poder executou no sentido de auferir
vantagens escusas”, diz o texto.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro