13 de agosto de 2018 às 08h40min - Por Mário Flávio

O Presidente Nacional do MDB, Romero Jucá, se articula para barrar a convenção do partido em Pernambuco. Em um comunicado interno, Jucá deu o prazo de oito dias para o diretório estadual, hoje comandado pelo grupo do Deputado Federal Jarbas Vasconcelos, responder a um questionamento apresentado por um aliado do senador Fernando Bezerra Coelho.

No documento, Romero Jucá pede explicações sobre as decisões tomadas na convenção, a mais importante delas, o apoio da sigla a reeleição do governador Paulo Câmara, do PSB.

Outra argumentação diz respeito a conjuntura nacional, já que o grupo de Jarbas e do vice-governador Raul Henry decidiu não subir no palanque de Henrique Meirelles, ex-ministro dos governos Lula e Temer, e candidato à Presidência da República pelo MDB.

No entanto, apesar da cobrança, na nota Jucá deixou claro que não pretende dissolver o diretório estadual. No entendimento dos aliados de Jarbas, o MDB de Pernambuco tem total autonomia para fazer as alianças que quiser.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro