1 de novembro de 2013 às 12h04min - Por Mário Flávio
Ricardo Liberato pediu que questões pessoais não sejam levadas para o debate na Tribuna. A foto é de Antônio Valdevino

Ricardo Liberato pediu que questões pessoais não sejam levadas para o debate na Tribuna. A foto é de Antônio Valdevino

Após sofrer uma sequência de críticas dos vereadores de oposição, o vereador Ricardo Liberato (PSC) usou à Tribuna e pediu respeito aos colegas de Casa. Mesmo sem citar os nomes de ninguém ele fez um duro discurso contra os posicionamentos de Val (DEM), Louro do Juá (PS) e Jajá (PPS).

“Eu acho que os vereadores que me antecederam agora foram infelizes. Eu defendo os direitos iguais de todos os ediS, não estou aqui para aparecer e acredito que ninguém aqui. Em momento algum eu fiz indagação nenhuma e qualquer um pode fazer o pedido de informação, isso é normal. Infelizmente alguns vereadores estão levando para o lado pessoal, isso não pode ocorrer, nós somos profissionais, não permito que misture o nome de minha família. Eu não estou aqui para baixar a cabeça pra ninguém, estou numa missão para honrar o mandato e vou fazer”, desabafou.

Sobre as imagens do Aterro Sanitário e a segurança, ele rebateu mais uma vez a oposição. “Fui questionado por umas fotografias que mostrei aqui, mas em nenhum momento disse que eram atuais. Mostrei apenas imagens ilustrativas. Sobre a segurança, temos sim, mas temos que ter transparência e não maquiar a situação, como fizeram aqui. Essa tribuna é para o uso do debate e não para atacar nenhum companheiro. Eu espero que pare por aqui, não vou aceitar que questões pessoais sejam trazidas para o debate”, disse.

Após o discurso os vereadores Marcelo Gomes e Gilberto de Dora, ambos do PSB, saíram em defesa do líder do governo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro