21 de junho de 2012 às 07h30min - Por Mário Flávio

Nesta quinta (21), as entidades médicas de Pernambuco – Simepe e Cremepe – realizam, a partir das 09h, uma visita às dependências da Faculdade de Medicina Universidade de Pernambuco em Garanhuns, no Agreste do Estado, que foi inaugurada no ano passado. As representações medicas vão verificar “in loco”, as denúncias feitas pelos estudantes, em greve desde o dia 28 de maio, no que se refere à falta de professores e equipamentos no campus universitário. Os universitários estão indignados com o descaso do Governo do Estado.

Além disso, o Simepe e Cremepe vão fazer uma fiscalização nas condições de trabalho e de estrutura, com apoio do Ministério Público, no Hospital Regional Dom Moura. Os estudantes de medicina da UPE, em Garanhuns, Agreste, exigem que estrutura prometida pelo governo estadual funcione. A primeira turma, que só agora cumpre o segundo semestre, enfrenta falta de professores, de material e de laboratórios. Além disso, os universitários cobram o projeto e a execução da prometida transformação do Regional Dom Moura em hospital universitário.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro