24 de julho de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

20130724-081747.jpg

Lá se vão sete meses desde o início da atual gestão e o prefeito Zé Queiroz (PDT) ainda não enviou a reforma administrativa para a Câmara. Com isso, as secretarias de Participação Social e Projetos Especiais não existem de fato e de direito. As pastas têm como titulares Louise Caroline e Paulo Cassundé, respectivamente. A de Participação conta com muito mais evidência e segue como a menina dos olhos da atual gestão.

Os funcionários lotados nessas pastas estão com vínculos a outras secretarias. Já os secretários recebem os vencimentos pelo gabinete do prefeito Zé Queiroz. A expectativa era que a reforma fosse enviada para a Casa Jornalista José Carlos Florêncio até junho, mas uma fonte do Palácio Jaime Nejaym garante que a mesma não foi enviada por falta de confiança do chefe do Executivo nos vereadores da base, já que alguns não veem com muita simpatia o espaço ocupado pela participação social.

O secretário de Relações Institucionais de Caruaru, Marco Casé, negou a informação e disse que a reforma não foi enviada por questões financeiras. “Essa reforma precisa ser bem trabalhada. O prefeito entende que devido ao impacto da folha, seja necessário aguardar a apreciação desse projeto para o futuro, mas em breve deve sair do papel”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro