7 de novembro de 2017 às 07h10min - Por Mário Flávio
Raul Jungmann quer debater criação do MD - Foto: Blog do Breno Leão

Raul Jungmann quer debater criação do MD – Foto: Blog do Breno Leão

O ministro Raul Jungmann foi a principal novidade na convenção regional do PSDB, que escolheu Bruno Araújo para presidir o partido em Pernambuco pelos próximos dois anos. Ele é suplente de deputado pela Frente Popular. Mas assumiu uma cadeira na Câmara Federal devido à promessa feita pelo governador Paulo Câmara a Roberto Freire, presidente nacional do PPS, de que convocaria três deputados para a sua equipe a fim de que Jungmann, vereador no Recife, pudesse assumir. O suplente mal esquentou a cadeira.

Foi convidado pelo presidente Michel Temer para assumir o Ministério da Defesa, o que o deixou temporariamente afastado das atividades partidárias. Isto, no entanto, não o impediu de participar de dois atos políticos em que as oposições de Pernambuco estiveram reunidas: um em Caruaru e o outro no Recife.

Por dever seu mandato a Paulo Câmara, supunha-se que Jungmann e seu partido estariam engajados na reeleição do governador, mas ambos caminham em outra direção. Jungmann foi à convenção do PSDB, domingo. E na presença de Jorge Corte Real (PTB), Priscila Krause (DEM), Fernando Bezerra Coelho (PMDB) e Antônio Campos (Podemos), todos de oposição ao atual governo, defendeu a unidade dessas forças nas eleições de 2018. Literalmente, é um ponto fora da curva.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro