20 de fevereiro de 2014 às 18h15min - Por Mário Flávio

20140220-181515.jpg

Por Ana Rebeca Passos

O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), não tem falado com frequência sobre os últimos fatos políticos ocorridos no município. Em uma rápida conversa com jornalistas, na manhã desta quinta-feira (20), o pedetista manteve a discrição e continua sem opinar sobre os desdobramentos da Operação Ponto Final, da Polícia Civil, que resultou na prisão de dez vereadores em dezembro do ano passado.

De forma direta, o prefeito disse apenas que a resposta deve vir da justiça. “Eu não quebro o silêncio porque já falei quando começou o trabalho público da polícia. Este é um assunto da Polícia Civil, do Ministério Público e da Justiça. E é deles que espero a palavra final”, disse.

José Queiroz lamentou o fato das prisões, por terem manchado a imagem do Legislativo Municipal. “Era amargo para Caruaru o que estava acontecendo, mas que afinal de contas, se os fatos ocorreram, que a justiça possa se manifestar à altura dos seus compromissos com a sociedade”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro