14 de novembro de 2016 às 07h09min - Por Mário Flávio

Lula

Por 52 votos contra 27, o diretório nacional do PT decidiu extinguir neste final de semana, em São Paulo, o chamado “PED” – processo de eleição direta para a escolha dos seus dirigentes em nível municipal, regional e nacional.

A reunião foi comandada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve que fazer malabarismo para evitar a “desidratação” do partido pela saída de quadros insatisfeitos com os rumos da legenda, que elegeu apenas 8 prefeitos no Estado de São Paulo (tinha 72).

De acordo com a resolução aprovada, a futura direção do partido será escolhida em eleição indireta (por meio de delegados escolhidos pelas direções estaduais) no 6º Congresso Nacional da legenda marcado para os dias 7,8 e 9 de abril do próximo ano.

O “PED” será aplicado apenas em âmbito municipal: os filiados elegerão as direções locais, bem como os delegados do partido que se encarregarão de escolher as direções estadual e nacional.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro