21 de julho de 2018 às 17h32min - Por Mário Flávio

O Partido Social Liberal (PSL) deve oficializar neste domingo (22) a candidatura à presidência do deputado carioca Jair Bolsonaro, que tem encontrado resistência para fechar alianças. O vice de sua chapa ainda é uma incógnita. O nome que despontou nesta semana como principal possibilidade é a da professora e advogada Janaína Paschoal, que também é filiada ao PSL. Janaína ficou conhecida por apresentar a petição que deu início ao processo de impeachment contra Dilma Rousseff, em 2016.Em evento na sexta-feira, em Rio Verde, interior de Goiás, Bolsonaro disse ainda trabalha com a possibilidade de indicar algum militar para o posto de vice-presidente. O PSL até tentou articular uma aliança com o PRP, partido do general Augusto Heleno Ribeiro, mas não teve sucesso.

Outro nome cogitado por Bolsonaro seria o de Hamilton Mourão, do PRTB. O general da reserva, inclusive, disse à Folha de S. Paulo que está “sentado no banco de reservas”, caso seja convidado a participar como vice da chapa. O PRTB, no entanto, afirma que não foi procurado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro