31 de janeiro de 2013 às 18h32min - Por Mário Flávio

Depois de uma reunião com a presença de dez dos onze senadores de sua bancada, o PSDB anunciou nesta quinta-feira (31) apoio formal à candidatura do senador Pedro Taques (PDT-MT) à presidência do Senado. No encontro só não esteve presente a senadora Lúcia Vânia (GO), que se recupera de uma cirurgia. Ela estará na Casa, porém, para a eleição desta sexta-feira (1º), às 10h.

A decisão dos senadores tucanos foi anunciada pelo senador Aécio Neves (MG). Ele afirmou que a candidatura de Taques “fará bem” ao Senado e que os partidos que o apoiam – PSDB, PSOL e PDT até agora – pretendem elaborar uma pauta conjunta de ações de democratização da Casa, com rodízio de relatorias das matérias e prioridade aos temas mais relevantes para o país. “O senador Pedro Taques é o que melhor atende às necessidades do Senado de independência e transparência em suas ações. Nossa decisão não foi movida por razões pessoais, mas na intenção de preservar a instituição”, afirmou Aécio Neves, ressaltando que o nome colocado pelo PMDB, do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), não atenderia a essas condições.

Presente no anúncio de apoio ao seu nome, Taques agradeceu aos tucanos e assegurou que a candidatura deixou de ser apenas do PDT para ser também do PSDB e do PSOL, Momentos antes da reunião do PSDB, o PSOL anunciou seu apoio a Taques, com a desistência do senador Randolfe Rodrigues (AP), pré-candidato do partido à Presidência da Casa.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro