5 de outubro de 2017 às 07h23min - Por Mário Flávio

Bruno Araujo - Foto: George-Gianni/PSDB

Por meio de uma carta-aberta divulgada nesta quarta-feira (4), as principais lideranças do PSDB de Pernambuco fazem um apelo ao ministro das Cidades, Bruno Araújo, para assumir a presidência regional do partido.
Com isso, isolaram completamente o ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho e de Jaboatão dos Guararapes, que se ofereceu ao partido para assumir a sua presidência e disputar o governo estadual em 2018.

Veja, abaixo, a íntegra da carta aberta;

Considerando como melhor alternativa para conduzir o processo de fortalecimento do PSDB em Pernambuco, tendo em vista as eleições gerais de 2018, resolvemos convocar o ex-líder do partido na Câmara e ex-presidente da legenda no Estado, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, para assumir a presidência estadual do partido.

II- Entendemos que o ministro reúne as condições para dar continuidade ao trabalho do deputado Antônio Moraes, no sentido de fortalecer o partido com a consolidação de seus diretórios municipais, e no processo de aglutinação e ampliação de alianças visando à eleição dos candidatos do PSDB na eleição do próximo ano.

III- O cenário político/eleitoral, no país e em Pernambuco, ganhará novas configurações nos próximos meses e o PSDB, por tradição, precisa reafirmar sua presença, consolidando os princípios da social democracia.

IV- Portanto, movidos pelo legítimo interesse, que acreditamos ser compartilhado por todos, de expandir e fortalecer o partido, oferecemos amplo respaldo ao ministro Bruno Araújo para, na condição de presidente, conduzir os rumos do PSDB em nosso Estado.

V- Entendemos que, em função das relevantes tarefas exercidas hoje pelo ministro no plano nacional, seremos todos exigidos a lhe oferecer suporte necessário à condução do PSDB no sentido de aumentar seus diretórios e expandir a atuação de seus segmentos como Juventude, Mulher, Tucanafro, Diversidade e o órgão de formação política, o Instituto Teotônio Vilela.

VI- Consideramos oportuno registrar a intensa colaboração dada ao partido pelo companheiro Elias Gomes. Com a sua liderança, seguramente continuará a contribuir para o fortalecimento do PSDB, unindo-se a essa manifestação que tem apenas como objetivo nossa união e o somatório de forças para que, num futuro breve, resultem na vitória expressiva de nossos candidatos.

Entre os tucanos que assinam a carta estão a prefeita Raquel Lyra e o ex-governador João Lyra Neto. E logo após a divulgação dessa nota, o ministro divulgou outra nota e disse que aceita a convocação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro