19 de janeiro de 2017 às 09h43min - Por Mário Flávio

No próximo domingo (22) vai ser realizada uma caminhada para mostrar a insatisfação dos caruaruenses devido à insegurança na cidade. A organização do evento enviou comunicado pelas redes sociais com algumas recomendações, entre elas, que o movimento não é político. Seguem abaixo as “regras” para participar da ação.

Algumas providências que terão que ser tomadas, para o pleno êxito da “CAMINHADA EM REPÚDIO À VIOLÊNCIA E EM FAVOR DA PAZ”:

1 – Ofício à Destra informando o percurso da caminhada, horário de concentração, saída e local a que se destina;

2 – Que cada participante leve também  outras pessoas, vestidas com camisa preta em sinal de luto e repúdio, aos dias sombrios que nossa cidade vive;

3 – Que também levemos para essa caminhada, bolas de sopro nas cores preta e branca;

4 – Familiares e amigos de vítimas da violência real e fatal em nossa cidade serão acolhidos de forma especial, por todos nós participantes do evento;

5 – Cartazes e faixas com palavras de ordem, a exemplo de: “CARUARU PEDE PAZ”, “CARUARU PEDE JUSTIÇA”, “ONDE ESTÁ O IMPOSTO QUE PAGAMOS???”, “GOVERNADOR PAULO CÂMARA, CARUARU QUER PAZ”, “BASTA DE VIOLÊNCIA, QUEREMOS PAZ”, “CARUARU PEDE SOCORRO!”, entre outras, também devem fazer parte do cortejo;

6 – CARRO DE SOM para caminhada e ato público ao final, com a realização de “Momento interreligioso” com participação de irmãos de diversos credos e que almejam a paz;

7 – Lembrando que TODOS e TODAS serão bem vindos, porém esse ato e caminhada, não servirá de palco político a quem quer que seja, por se tratar de um momento de desabafo, repúdio social e solidariedade entre irmãos;

8 – Todas as representações da sociedade civil: Lions, Rotary, Maçonaria, ONGs, OAB, MP, Judiciário, Associações de Moradores, Grupos religiosos, sociais, Câmara Municipal, Autoridades civis, militares e religiosas, Poder Público Municipal e todos indistintamente são convidados, a participar desse momento ímpar, onde devemos nos unir em favor da paz tão almejada e cada dia mais distante de nossas vidas!

Por fim, lembramos que estamos elaborando um documento denominado “CARTA DE PAZ DE CARUARU” a ser entregue ao Sr. Governador do Estado com exposição de inúmeros fatos e dados da real situação de violência que se instalou em nossa cidade e que dispositivos a sociedade dispõe para sua proteção coletiva.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro