31 de janeiro de 2013 às 17h35min - Por Mário Flávio

Um dos projetos colocados em pauta na reunião extraordinária convocada na tarde desta quinta-feira (31) na Câmara de Caruaru foi o projeto de lei que fixa como única marca oficial da prefeitura o já conhecido Brasão de Armas do município. No entanto, o projeto foi lido, mas rapidamente retirado de pauta pelos vereadores. Isso porque o vereador Dr. Demóstenes (PSD) já havia apresentado um projeto igual em 2009, o qual foi retirado de pauta justamente a pedido do governo municipal.

Desta vez, Demóstenes lembrou ao poder executivo o que aconteceu em 2009 e, dessa forma, o governo municipal solicitou que o projeto fosse novamente retirado, para que o projeto anterior, de autoria de Demóstenes, seja reapresentado e votado na Casa. “Isso foi apenas um gesto de justiça do prefeito, que decidiu retirar o projeto para que possamos reapresentar o anterior, que é exatamente igual ao do governo municipal”, explicou o líder do governo.

A ideia é que o Brasão de Armas seja instituído como marca oficial do governo municipal, com o objetivo de coibir autopromoção, além de evitar despesas significativas relacionadas a modificações, devido a cada mudança de governo municipal. Por essa proposta, o brasão seria utilizado, por exemplo, de forma padrão e exclusiva em peças de mídia exterior, propagandas, crachás, oficios, circulares e placas de identificação da prefeitura.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro