28 de maio de 2012 às 20h51min - Por Mário Flávio

O prefeito José Queiroz recebeu, nesta segunda-feira (28), na Sala de Monitoramento da Prefeitura, a Juíza Corregedora do Extrajudicial da Capital, Ana Cláudia de Barros Correia, o Juiz Corregedor do Extrajudicial do Interior, José Henrique Coelho Dias, a assessora jurídica Rosário Guaraná, e a registradora de imóveis de Timbaúba, Alda Paz, que vieram apresentar o projeto Minha Casa é Legal que tem como objetivo legalizar a situação dos loteamentos públicos e privados nas cidades do Estado. O prefeito reuniu parte dos secretários, o procurador geral, Osório Chalegre, e o presidente da URB, Bernardo Lopes – entre outros servidores – que debateram sobre o assunto. O programa Caruaru Legal, que tem a mesma finalidade do projeto da Corregedoria Geral da Justiça de Pernambuco, foi apresentado aos presentes por Bernardo Lopes e Carlos Veras, que o coordenará.

Segundo a juíza Ana Claudia de Barros Gouveia, essa reunião tem como objetivo incentivar os municípios a desenvolverem campanhas para a legalização das propriedades, o que já está acontecendo em Timbaúba e Afogados da Ingazeira. Nas cidades de Garanhuns e Aliança, reuniões iniciais também já foram realizadas.

De acordo com o juiz José Henrique Coelho, esse encontro proporciona a troca de experiências  com cidades que estão com o projeto em andamento, a exemplo de Timbaúba, o que justifica a vinda da registradora de imóveis Alda Paz que relatou algumas situações que aconteceram naquele município.

“Entendemos a importância desse projeto e a nossa equipe da URB vai se empenhar para que os dois programas sejam integrados e para que o projeto Caruaru Legal seja implementado utilizando dos exemplos e experiências vividas em outros municípios. Os juízes corregedores, Ana Claudia e José Henrique, e a registradora de imóveis, Alda da Paz, serão fonte de consulta constante para o nosso pessoal”, disse o prefeito José Queiroz.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro