12 de dezembro de 2011 às 18h53min - Por Mário Flávio

Raquel ficou orgulhosa pela implementação do projeto ao relatório da Conferência

A 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude terminou no início da tarde dessa segunda-feira (12). As Casas das Juventudes, desenvolvidas em Pernambuco, entraram no relatório final da conferência como modelo que poderá ser copiado para todo o Brasil. Segundo a secretária da Criança e da Juventude, Raquel Lyra, essa implementação é uma vitória para o trabalho desenvolvido pelo departamento no estado.

“É com grande alegria que recebemos essa notícia. A ideia das Casas surgiu da própria juventude, na região da Zona da Mata, e temos tido experiências bastante positivas desses espaços pensados e usados pelos jovens. Já temos 51 unidades funcionando e mais 30 convênios com municípios. Saber que esse modelo poderá ser adotado em todo o país nos deixa muito orgulhosos”, comemorou a secretária.

As propostas discutidas serão encaminhadas para os ministérios federais e para o Plano Nacional de Juventude. Os estados foram divididos em 21 grupos temáticos que trabalharam os 5 eixos: Direito ao desenvolvimento integral; Direito ao território; Direito à experimentação e qualidade de vida; Direito à diversidade e à vida segura e direito à participação e fortalecimento institucional. O encontro, que foi realizado pela Secretaria Nacional de Juventude e pelo Conselho Nacional de Juventude, foi realizado após um amplo debate em etapas preparatórias, com o envolvimento dos 27 estados e mais de mil municípios, numa parceria direta entre governos e sociedade civil.

Ao todo, a conferência contou com a presença de aproximadamente três mil jovens. Pernambuco levou uma comitiva de 91 delegados representantes de mais de 12 mil jovens pernambucanos que participaram das etapas municipais. Segundo o secretário-executivo de Articulação e Projetos Especiais da Secretaria da Criança e da Juventude (SCJ), Joelson Rodrigues, a participação de Pernambuco na Conferência Nacional de Juventude foi bastante positiva. “Vimos aqui uma integração grande dos delegados pernambucanos nos grupos de discussões que definem as propostas para juventude”, analisou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro