13 de agosto de 2017 às 10h49min - Por Mário Flávio


Intercâmbio de culturas, novas experiências, crescimento cultural e acadêmico. Tudo isto está muito próximo de acontecer para mais 41 alunos da Rede Estadual de Ensino que embarcaram, na manhã deste sábado (12), para a realização de um sonho. Através do Programa Ganhe o Mundo (PGM), os alunos passarão um semestre letivo na Argentina, onde terão a oportunidade de aprender uma nova língua e enriquecer a sua bagagem cultural.

Nesse grupo, estão sendo contemplados alunos de seis das 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Agreste Central, Setentrional e Meridional, Mata Norte, Sul e Sertão do Pajeú), com assistência completa durante a estadia fora do país.

“Estou muito feliz de proporcionar a estudantes pernambucanos a oportunidade de fazer o intercâmbio, conhecer uma nova cultura, um novo país, aprender e aperfeiçoar uma nova língua. Isso faz parte da forma que a gente entende que pode melhorar a educação de Pernambuco. São alunos que se dedicaram, estudaram e tiraram boas notas, e que agora estão tendo uma oportunidade única, de ganhar o mundo e saber que os seus sonhos podem ser realizados com o seu próprio esforço. O programa já conta com mais de 5.000 alunos indo para o exterior e eu tenho plena satisfação de, como governador, chegar a 3.000 alunos durante o meu governo. Espero continuar e, se possível, até ampliar. Acho que o Ganhe o Mundo tem esse sentido também. De buscar realmente fazer com que muitos jovens tenham a oportunidade de fazer esse intercâmbio, e isso é uma experiência de vida que com certeza marcará a formação e o futuro desses meninos”, destacou Paulo Câmara.

Na área de check-in não era difícil encontrar pais e familiares ansiosos. Entre os intercambistas, estava o estudante Ryck Landsteiner, de 16 anos, do 2º ano da EREM Carlos Soares da Silva, da cidade de Salgadinho. “É uma experiência única. Se eu disser que a ficha caiu, eu estarei mentindo. Eu acho que só quando entrar no avião, quando desembarcar lá, eu vou começar a ter a noção. Eu espero aprender muito e passar a experiência para os meus colegas que, futuramente, farão o intercâmbio”. Já a estudante Mirelly Rayane dos Santos, de 16 anos, da EREM Frei Caetano de Messina, no município de Bom Conselho, destacou a transformação que o programa causará em sua vida. “Para mim é a realização de um grande sonho, eu acho que como vou estar independente, cuidando de mim mesmo, eu vou ter uma maturidade maior, uma cabeça diferente. Acho que essa viagem veio para transformar quem eu sou. Ir para a Argentina vai ser uma transformação muito grande, uma mudança enorme na minha vida.”, exaltou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro