21 de março de 2012 às 16h18min - Por Mário Flávio

O presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Júlio Zoé de Brito, acompanhado do diretor de Extensão Rural, Genil Gomes, e de integrantes do Comitê Gestor do PAA, em Pernambuco, reuniu-se com a diretora da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN), Ana Luiza Müller, para conhecer e debater o novo modelo de operação do Programa de Aquisição de Alimentos com Distribuição Simultânea (PAA), executado no Estado.

Ficou definido que o novo PAA será operacionalizado por um Termo de Adesão, e não mais por Convênios. “Nossa intenção é desburocratizar as ações do Programa” afirmou Ana Luíza. Além disso, a nova modalidade do PAA trata como prioridade os fornecedores beneficiários do Programa Brasil Sem Miséria (PBSM), que são agricultores com renda mensal de até R$ 70 reais. “Com o estabelecimento deste teto, as metas propostas pelo PAA mudarão a qualidade de vida dos agricultores, garantindo uma maior renda”, ratificou Júlio Zoé.

Os gêneros alimentícios, oriundos da agricultura famíliar, são fornecidos a entidades socioassistenciais, a exemplo de creches, asilos e orfanatos.“O Programa está sendo renovado para atender melhor os agricultores em situação de extrema pobreza”, declarou Danusa Correia, gestora do PAA.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro