15 de março de 2013 às 19h21min - Por Mário Flávio

20130315-193556.jpg

Os professores da rede municipal de ensino voltaram a fazer barulho na tarde desta sexta-feira (15). Eles de reuniram na sede do Sismuc e saíram promovendo um apitaço. Dessa vez a tática foi diferente. Os docentes evitaram parar o trânsito e em alguns locais ocuparam as vias laterais. A decisão foi tomada pelo fato de minutos antes, uma comitiva com estudantes parou o trânsito. Os jovens, que estavam sendo representados pela Uesc, se dirigiam até a Câmara, onde iriam participar de uma Audiência Pública para debater a meia passagem no âmbito intermunicipal.

“Íamos sair juntos com os estudantes, mas eles foram pressionados para apressar o protesto deles, daí não fazia sentido que duas passeatas parassem o trânsito no mesmo dia, quase no mesmo horário. Existem algumas pessoas que tentam passar a ideia que queremos prejudicar aos motoristas e motociclistas, mas isso não é verdade, estamos lutando pelos nossos direitos”, disse o presidente da Atec, Fred Santiago.

BATE-BOCA – Quando os manifestantes passavam pela Avenida Rio Branco, um simpatizante do governo bateu boca com os docentes. Ele pediu respeito ao prefeito Zé Queiroz (PDT), já que os professores com faixas e gritos de guerra, chamavam o Chefe do Executivo de inimigo da educação. Houve um início de desentendimento, mas nada que acarretasse maiores problemas. Uma nova parada está marcada para a próxima segunda-feira (18) e na terça, os professores saem pelas ruas, dessa vez, em comboio com os servidores


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro