3 de julho de 2013 às 17h56min - Por Mário Flávio

Em reunião realizada na tarde dessa quarta (03), às 14hs, a Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (ATEC), Sindicato dos Servidores Municipais de Caruaru (SISMUC) e secretaria de Educação debateram eleições para gestores das escolas da rede municipal. Os docentes apresentaram alguma propostas que irão fazer parte de uma minuta para uma segunda reunião. De acordo com as propostas definidas pelos professores, a ideia é não seguir o modelo de eleições utilizado pelo governo do estado de Pernambuco, considerado pelos docentes antidemocrático, já que eles não concordam com a tese da lista tríplice.

Sismuc, Atec, Conselho Municipal de Educação, Conselho Tutelar e Ministério Público querem que a Comissão Eleitoral e os futuros eleitos fiquem restritos aos professores do quadro permanente (concursados, que já tenham passado pelo estágio probatório). O mandato seria de quatro anos, sendo que no final do segundo ano, há uma consulta a comunidade escolar para saber se o gestor (a) continua ou não. Com isso, as indicações políticas não iriam ocorrer, uma situação delicada para a situação de hoje.

Na próxima quarta-feira (10) ocorre uma nova rodada de negociações e a minuta com a pauta será criada. A secretaria de Educação garantiu que não deve interferir nas reivindicações e a expectativa é que as reivindicações sejam aceitas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro