1 de março de 2013 às 17h35min - Por Mário Flávio

20130301-174959.jpg

Terminou agora há pouco a reunião da Mesa de negociação sobre o PCC da educação. O encontrou foi um misto de tranqüilidade e tensão em alguns pontos e foi aberta com uma frase interessante do secretário de Educação, Welson Costa. “Nunca participei de uma mesa de negociação”. Na sequência da reunião os professores pontuaram os assuntos que discordam sobre a Redação do PCC.

O primeiro ponto a ser questionado foi criar novas faixas acima dos 30 anos. A prefeitura aceitou a mudança e as novas faixas irão até 75 anos. Outro ponto a ser retirado é a nomenclatura de alfabetizador, já que os docentes entendem que todos têm essa função. Na questão da progressão horizontal foi pedido que o texto deve ir além da meritocracia, com a inclusão do tempo de serviço e novos critérios de avaliação, que serão definidos posteriormente.

No que diz respeito a progressão vertical, a que se refere a pós-graduação (mestrado ou doutorado), será retroativo a data de entrega dos documentos e não a partir da data de concessão pela prefeitura. Uma das polêmicas foi a respeito da perda estabilidade. Os professores pediram que a redação fosse revista, já que segundo os docentes é necessária uma alteração, pela ambiguidade do texto. A prefeitura aceitou rever o texto.

Sobre a possibilidade de no estágio probatório o professor ter a liberação para cursar uma pós-graduação a prefeitura foi contra, já que segundo o coordenador de Controle Interno, Tony Galvão, a prioridade deve ser para os servidores mais antigos. Os docentes discordaram e explicaram que na escola Luís Pessoa existe um gestor, que ainda está no estágio probatório e apenas com o magistério, exerce a função gratificada. Sobre esse ponto, nas próximas reuniões haverá o entendimento.

Com o fim da reunião houve a proposta para que os professores suspendessem as paradas e ficou devido que até a próxima quarta, quando será realizada uma nova assembleia, as aulas serão realizadas normalmente. Ao fim da reunião a maioria saiu satisfeita com o resultado e esperam por avanços significativos nos próximos encontros.

MESA – Representaram a prefeitura no encontro os secretários Antônio Ademildo (Gestão de Pessoas), Welson Costa (Educação), Carol Miranda (Comunicação), Tony Galvão (Coordenador de Controle Interno). Os docentes foram representados pelo presidente do Sismuc, Eduardo Mendonça, que esteve com diretores e os membros da Atec, que contaram com o presidente Fred Santiago e demais diretores. O líder do governo na Câmara, Dr. Demóstenes (PSD), o presidente da Comissão de Educação, Edjailson da Caruforró (PT do B) e Jajá (PPS), representaram a Casa Jornalista José Carlos Florêncio. A próxima reunião para analisar mais pontos será na redação da Lei será na próxima segunda (04), a partir de 14h.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro