25 de maio de 2015 às 16h02min - Por Mário Flávio

Na assembleia que pautou a Deflagração da Greve Nacional dos Docentes da UFPE a partir do dia 28 de maio, a maioria votou contra a paralisação das atividades. Foram 272 votos contrários, 82 favoráveis e 28 abstenções. Essa deliberação será levada para a próxima reunião do Setor das IFES, com a participação de outras associações docentes do Brasil que estão realizando rodadas de assembleias de 20 a 25 de maio, conforme a agenda do Andes – Sindicato Nacional.

Nos discursos dos presentes, os professores mostraram a preocupação da categoria com manobras que atacam a qualidade do Ensino Superior. O resultado da votação reflete que os professores não querem utilizar esse recurso no momento, mas não significa o fim da mobilização. A categoria continuará em alerta pela retomada das negociações com o governo, na defesa da Educação Superior e continuará reivindicando junto ao sindicato nacional a pauta aprovada no 34º Congresso do Andes.

Para a Adufepe, a assembleia de hoje mostrou a importância da participação e envolvimento dos docentes nas atividades sindicais. O número de docentes que votaram hoje contra a deflagração da greve (272), foi maior do que o que decidiu pelo fim da greve de 2012 ( 241).

Total de assinaturas – 398 (275 sindicalizados e 123 não sindicalizados)
Total de votos – 382 (272 contrários, 82 favoráveis e 28 abstenções)


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro