21 de maio de 2012 às 15h54min - Por Mário Flávio

Professores do setor privado de ensino de Pernambuco deverão decretar Estado de Greve nesta terça-feira (22), em assembleia marcada para as 8h da manhã. A categoria vem tentando negociar com os patrões desde o começo do ano, mas sem resultados. Até a última rodada de negociação com a entidade patronal – Sinepe –, nenhum item da pauta reivindicatória havia sido acatado e, do encontro marcado para hoje – a sexta rodada, às 17h, na sede do Sinepe – ; mais uma vez não são esperados avanços.

Os sindicalistas alegam que, além de não acatar a pauta dos professores, os representantes dos proprietários das escolas privadas recuaram nas propostas feitas em rodadas anteriores, o que deixou a categoria indignada.

Na pauta de reivindicações dos professores – aprovada na assembleia do dia 03 de maio -, constam exigências como vale-refeição, adiantamento do 13º salário e estabilidade da professora lactante, além da unificação do piso salarial em R$ 10 a hora/aula; considerada principal bandeira da campanha deste ano. Atualmente, o piso dos professores é de R$ 5,00 para os níveis Infantil e Fundamental 1 e R$ 6,40 para  nível  Médio ou Fundamental 2.

O Estado Permanente de Greve é iniciativa legal necessária a ser tomada antes de uma deflagração, além de ser considerada como medida de estado de alerta.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro