30 de janeiro de 2013 às 09h41min - Por Mário Flávio

Apesar de o início do ano ser considerado um período ‘fraco’, até mesmo para a cultura, a produção literária cordeliana reveste-se de vigor em Caruaru. Essa constatação surge a partir da edição do folheto ‘Muito Prazer, Álvaro Lins’, de Jénerson Alves, e do lançamento do Kit literário de Nelson Lima. O cordel ‘Muito Prazer, Álvaro Lins’ foi escrito com o intuito de revisitar a vida e a obra do crítico literário. O autor é o cordelista Jénerson Alves, que revela que, através do texto poético, busca enfatizar a relevância do legado do intelectual para os dias atuais. Misturando realidade e ficção, a narrativa acontece no tempo presente, com o intuito de enaltecer a história do caruaruense. “Além de ressaltar a importância de Lins, eu tento lançar uma provocação: Como pode um ícone com tanta relevância ser tão ‘esquecido’?”, pontua o autor, que também é jornalista.

O cordel já está à venda no Museu do Cordel (Parque 18 de Maio), bem como na Livraria Estudantil, nas bancas de revista Terceiro Mundo, A Cultural e Millenium, e na Copyatec (Rendeiras).
Além disso, outro evento marca o momento de efervescência literária no município. Isso porque no próximo sábado (2 de fevereiro), o poeta cordelista Nelson Lima lançará o seu 1º Kit de Literatura de Cordel. O kit é composto por 20 títulos – dois inéditos. Além de cordelista, Lima também é ator e diretor, tendo produzido o filme ‘Biu e Zéfa’ (DVD). O lançamento ocorrerá na Livraria Conhecer, que fica na Rua Cônego Luiz Gonzaga, 802 (Salgado), a partir das 9h. “O cordel está cada vez mais vivo em Caruaru”, exclama Lima.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro