20 de novembro de 2012 às 09h25min - Por Mário Flávio

Por meio de nota, a prefeitura explicou que secretaria de Educação designou a gestora da Escola do Alto do Moura para participar da audiência, e a referida secretaria está verificando o motivo da ausência da mesma. Ainda de acordo com a nota, a secretaria de Infraestrutura informou que não recebeu a convocação da Audiência e que devido às muitas atividades para o fechamento da gestão podem ter acontecido erros internos no agendamento do compromisso. De acordo com a nota, o prefeito José Queiroz foi informado do ocorrido e vai averiguar o que aconteceu, pois o atendimento ao Mistério Público é prioridade da gestão.

AUDIÊNCIAS – Como foi informado aqui no blog, duas novas audiências ocorrerão. Na primeira, que está marcada para o dia 4 de dezembro, a partir de 8h30 no Ministério Público, serão discutidas ações de estrutura, cidadania e direitos humanos e uma outra no dia 11 de dezembro para discutir especificamente a questão cultural. “Essa é uma necessidade de pensar o Alto do Moura não apenas como um bairro de Caruaru, mas como um patrimônio histórico dessa cidade, que não pode ser pensado com políticas pontuais ou arranjos de última hora com finalidades eleitoreiras. Precisamos que a população de Caruaru se engaje nessa luta, o Alto do Moura é um símbolo dessa cidade”, disse a moradora e cientista política Ana Maria de Barros. A reunião do dia 11 será às 14h e serão convidados Fundação de Cultura, Iphan e artesãos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro