9 de março de 2016 às 17h31min - Por Mário Flávio

Nota à Imprensa

Sobre a Paixão de Cristo de Gravatá, a Prefeitura esclarece que, em virtude da crise político-administrativa vivenciada na cidade, e da situação de Intervenção pela qual o município passa, não tem recursos para patrocinar o espetáculo. O Tribunal de Contas de Pernambuco, inclusive, tem recomendado que as prefeituras em situações caóticas não repassem verbas para esses eventos.

Diante da importância e da representatividade da Paixão de Cristo para o município e para os gravataenses, a Intervenção Estadual caiu em campo para ajudar a realização. Em decorrência desse esforço, já foi assegurado junto à Fundarpe um valor 50% maior do que o disponibilizado em 2015.

No entanto, a Intervenção Estadual entende que a responsabilidade de conseguir patrocinadores para o espetáculo cabe aos produtores e não à prefeitura. A Intervenção não pode ser responsabilizada por qualquer insucesso nessa área, já que trata-se de um evento privado.

Por fim, a Intervenção reconhece o valor da Paixão de Cristo de Gravatá e se coloca – como sempre o fez – à disposição dos produtores para ajudar no que for preciso.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro