18 de outubro de 2013 às 12h26min - Por Mário Flávio

O prefeito de Caruaru, Zé Queiroz (PDT) decretou, nesta manhã, 18, luto oficial de três dias pela morte do dramaturgo e teatrólogo caruaruense Vital Santos. Com 65 anos de idade, Vital morava em recife e estava enfrentando complicações por causa de um câncer. O artista faleceu nesta manhã, no Hospital da Ilha do Leite, na Capital do estado.

Entre as principais obras de Vital, estão: “O auto das sete luas”, “Olha pro céu meu amor”, A menor pausa” (traduzida para o francês); “O demônio está de branco” (traduzida para o espanhol); “A noite dos tambores silenciosos”; “A árvore dos mamulengos”. Também dirigiu o Teatro de Comédia do Paraná e o Projeto Pixinguinha (da Fundação Nacional de Arte – Funarte).

Em 2011, Vital foi um dos homenageados do São João de Caruaru. “É uma perda lamentável. Vital elevou o nome de nossa cidade através de sua arte, levou Caruaru para os lugares por onde andou,” lastimou o prefeito José Queiroz.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro