20 de agosto de 2013 às 08h15min - Por Mário Flávio

A segunda-feira foi um dia para acalmar aos vereadores insatisfeitos da base governista. O prefeito Zé Queiroz (PDT) junto ao secretário de Relações Institucionais, Marco Casé (PTB), chamaram os edis e tiveram uma longa conversa para convencer a todos a não assinar a CPI da CGU e ouvir as queixas dos vereadores. O secretario Marco Casé explicou os motivos do veto a CPI. “Esse relatório da CGU é de 2011 e tudo já foi esclarecido no próprio relatório, então explicamos aos vereadores da base a necessidade de não aprovar essa CPI”, disse.

Os possíveis rebeldes são: Jadiel Nascimento (PRTB), Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Val das Rendeiras (PRTB) e Ranilson Enfermeiro (PTB). Todos de alguma maneira expuserem recentemente insatisfação com a falta de apoio aos vereadores pelo Executivo e após essa conversa de hoje, devem seguir a orientação do governo e não assinar o documento.

Os vereadores de oposição contavam com pelo menos dois votos dos possíveis dissidentes, já que o número de assinaturas necessárias para abertura da CPI são oito e apenas seis edis confirmaram que irão assinar o pedido de abertura.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro