30 de agosto de 2017 às 07h48min - Por Mário Flávio

- (19)

O Sistema de Garantia de Defesa de Direitos da Criança e do Adolescente de Caruaru (SGDCA) realizou nesta segunda (28) e terça (29), dois eventos de promoção aos direitos das crianças e adolescentes. Os encontros aconteceram no auditório do Senac do município e foram promovidos pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, em parceria com o Ministério Público. Os Conselhos Tutelares de Caruaru também colaboraram apoiando as duas ações.

No primeiro dia de atividades, o Encontro com os Atores do SGDCA foi direcionado ao diálogo com profissionais do setor para discutir a qualidade do atendimento à crianças e adolescentes em diversas esferas públicas. Foi o momento em que o professor de Ética Prática e Saúde Coletiva da UFPE, Marcelo Pelizzoli, que é também coordenador do Núcleo de Justiça Restaurativa de Pernambuco, contribuiu com sua fala sobre a comunicação não violenta com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Nesta terça (29), foi a vez da professora da PUC-SP, Maria Stela Santos Graciani, abordar a Pedagogia Social e seus desafios na promoção de direitos e o secretário da SDSDH de Caruaru, Fernando Silva, promover um diálogo sobre os direitos fundamentais e a proteção integrada. Este que foi o II Seminário em Defesa Dos Direitos da Criança e do Adolescente de Caruaru reuniu mais de 400 profissionais de diversos setores voltados ao atendimento do público, entre eles, conselheiros tutelares, profissionais dos Cras e Creas.

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, esteve presente neste segundo dia e falou sobre o trabalho quem vem realizando junto à gestão pública nesse sentido. “A gente precisa olhar as crianças e adolescentes de maneira integral e assim temos pensado dentro do governo, trabalhando a saúde, aproximando o desenvolvimento social de dentro da escola, pensando em como manter esse público de maneira adequada dentro da sala de aula, através do desenvolvimento do esporte, lazer, cultura. Tudo isso através de um acolhimento para que eles tenham vontade de ir à escola, buscando ações que façam a diferença na vida desses meninos, declarou Raquel.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro