15 de março de 2014 às 09h55min - Por Mário Flávio

20140314-211714.jpg

Para mostrar que existe isenção e transparência na Comissão de Ética que analisa o processo de investigação contra os dez vereadores indiciados pela Operação Ponto Final, houve a solicitação por parte da Câmara de que um membro da OAB/Caruaru participe das reuniões. No entanto, ao que tudo indica a Ordem não tem muito interesse no assunto ou não quer se envolver na delicada questão.

O presidente da Comissão, vereador Ricardo Liberato (PSC), entregou pessoalmente o ofício na sede da OAB/Caruaru, mas a mesma ainda não deu retorno. “Estamos solicitando ao procurador José Américo que vá ao encontro do presidente da OAB, para tomar melhores informações e ver a data em que eles irão oficiar a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, pois é imprescindível o trabalho da OAB neste processo”, salientou Ricardo Liberato. A intenção é que um representante da OAB venha ser observador.

A próxima reunião da comissão – que é formada ainda pelos vereadores Marcelo Gomes (do PSB, eleito relator), Rozael do Divinópolis (do PROS, escolhido secretário), José Ailton (PDT) e Demóstenes Veras (PROS) – está marcada para a terça-feira, dia 18, às 10h30.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro