5 de fevereiro de 2014 às 18h24min - Por Mário Flávio

20140205-182440.jpg

Os vereadores Louro do Juá (SDD), Jajá (sem partido) e Eduardo Cantarelli (SDD) passaram boa parte da tarde de hoje prestando depoimento na sede da Gerência de Polícia do Agreste I. Eles estavam sendo ouvidos por ter assinado o requerimento que criou a CPI da CGU, motivo de investigação que culminou com a Operação Ponto Final 2. De acordo com o delegado Erick Lessa, que é responsável pelo inquérito, as ouvidas são necessárias para a conclusão das investigações.

“Estamos inquirindo todos os que assinaram esse requerimento para a criação da CPI. A princípio eles estão na condição de investigados prestando respostas as nossas inquirições e estamos no meio dessas ouvidas para dar andamento a conclusão do inquérito. Entreguei o veículo do vereador Val de Cachoeira Seca após as providências necessárias e vamos concluir os trabalhos da Ponto Final 2 e pra isso precisaríamos ouví-los na condição de investigados”, disse.

Sobre a conclusão do inquérito o prazo deve ser maior que a Operação Ponto Final 1. “Nós tínhamos dez dias de prazo para encaminhar se eles tivessem presos, mas como foram concedidos os alvarás de soltura, nós temos 30 dias. Nesse período vamos passar informações sobre a conclusão e provavelmente o faremos numa coletiva”, disse.

Já foram ouvidos pela Polícia os vereadores Evandro Silva (PMDB) e Val das Rendeiras (Pros). Ainda irão prestar depoimento Val (DEM), Pastor Jadiel Nascimento (Pros) e Neto (PMN). Esses cinco na condição de indiciados.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro