15 de dezembro de 2020 às 10h23min - Por Mário Flávio

A Polícia Civil de Pernambuco e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) realizam buscas e apreensões, na manhã desta terça-feira (15), no âmbito da Operação Obscurum, que investiga supostas fraudes em licitações na prefeitura de Sanharó, no Agreste do estado.

De acordo com o Ministério Público, são investigados servidores públicos e empresas envolvidas em fraudes em licitações em Sanharó. Há suspeita de lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e ativa, dentre outros.

O GAECO e a Promotoria de Justiça de Sanharó requisitaram à Justiça os mandados de busca e apreensão, e o cumprimento deles foi viabilizado com o suporte do Grupo de Inteligência da Polícia Civil do estado.

Buscas

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), a Promotoria de Justiça de Sanharó e o Grupo de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco cumprem mandados de materiais e documentações nas cidades de Belo Jardim, Jurema e Sanharó nesta manhã.

Em Jurema e Belo Jardim, foram apreendidos objetos eletrônicos (HD, celulares, entre outros) e documentos nas residências dos investigados e sedes das empresas. Em Sanharó, foram apreendidos documentações licitatórias e lista de contatos na sede da Prefeitura e outros documentos nas residências dos alvos.

Os objetos eletrônicos apreendidos serão encaminhados para análise dos investigadores, e os documentos apreendidos vão ser digitalizados para a segunda fase da investigação. O objetivo é ampliar a investigação em andamento na Promotoria de Justiça de Sanharó.

Suposto direcionamento nas licitações

Segundo o Ministério Público, os investigadores constataram “diversos contratos celebrados pela Prefeitura de Sanharó, nas diversas modalidades, que direcionavam o resultado para determinadas empresas”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro