11 de janeiro de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

Dengue

Segundo dados do levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LiraA) em Petrolina, desenvolvido entre os dias 02 e 05 de janeiro, pela Gerência de Endemias da secretaria de Saúde do município, o índice de 0,4% detectado na cidade é considerado de baixo risco pelo Ministério da Saúde. No ano passado, neste mesmo período, o resultado havia ficado na casa de 1%.

No contexto

Caruaru – Primeiro levantamento de 2013 sobre dengue no município indica aumento no número de casos

“A partir desta semana já iniciaremos as medidas de controle do mosquito, intensificando e direcionando as nossas ações para prevenir possíveis ocorrências de epidemia da doença”, afirma o gerente de Endemias de Petrolina, Jailson Araújo, ressaltando que a população precisa trabalhar junto com a Secretaria de Saúde para evitar a proliferação do Aedes aegypti.

De acordo com o Jailson os bairros que tiveram índices de infestação maiores terão um tratamento especifico no combate à doença. “Quati, Cosme e Damião e João de Deus foram as comunidades que apresentaram o LIRAa de 1,2 % no Índice de infestação Predial para o Aedes aegypti. Essas comunidades terão as ações de combate intensificadas”, pontua.

Para a diretora de Vigilância em Saúde de Petrolina, Katia Coutinho, o município é destaque nacional, pois apresenta índices baixos para a infestação de Dengue. “O trabalho contínuo da Vigilância e a conscientização da comunidade petrolinense contribuiu para o baixo índice de infestação em Petrolina”, destaca.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro