24 de março de 2013 às 07h25min - Por Mário Flávio

Petrolina é um dos 26 municípios do nordeste selecionados para participar do programa “Crack, é possível vencer”. O nordeste é a segunda região a ter mais cidades inseridas no programa, perdendo apenas para a região sudeste que possui 69 municípios incluídos.

A secretaria municipal da Mulher, juntamente com a de Desenvolvimento Social e Trabalho, Saúde, Educação e Segurança Cidadã atuarão diretamente no Programa quando implantado em Petrolina. “O município de Petrolina já está inscrito no sistema do programa, aguarda apenas o Termo de Adesão para que o projeto comece a ser executado”, concluí a secretária da Mulher, Roseane Farias.

Com o intuito de mudar a situação de risco em que muitas pessoas se encontram, (usuários e pessoas próximas), o Governo Federal lançou em dezembro de 2011, o programa “Crack, é possível vencer”. Inicialmente, o programa foi implantado em 14 estados brasileiros, e este ano, mais 13 estados serão contemplados com o projeto.

O Programa é composto por três eixos: cuidado, autoridade e prevenção. O primeiro é direcionado a saúde e assistência, onde se pretende aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários. O segundo, a autoridade se refere a segurança, o enfrentamento ao tráfico de drogas e as organizações criminosas. E o terceiro eixo é a prevenção, responsável pela educação, capacitação e informação, de forma a reduzir os fatores de risco.

O crack é a droga que traz mais prejuízos em um curto espaço de tempo para o seu usuário. Ela possui cinco vezes mais potência que a cocaína, sendo relativamente mais barata e acessível que as outras drogas. Os neurônios, a memória, concentração e o autocontrole de usuários de crack são visivelmente prejudicados.

Com o lema enfrentar o crack é um compromisso de todos, o Governo Federal está disponibilizando R$ 990.000.000 para a realização do projeto em todo o país.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro