Pesqueira terá novo suspensa de abastecimento d’Água 

Mário Flávio - 13.11.2015 às 19:44h

  
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, assinaram, nesta sexta-feira (13), um termo que autoriza a realização de projeto para implantação de um novo sistema de abastecimento em Pesqueira. O novo sistema vai beneficiar 4,8 mil pessoas nas localidades de Mutuca, Roçadinho e Caldeirões I, II e III. O custo estimado da obra é de R$ 4 milhões.

Na ocasião, o Governador Paulo Câmara ressaltou que melhorar e ampliar a distribuição de água é uma prioridade de sua gestão. “Na infraestrutura, vamos ser determinados em garantir condições hídricas e mais água para todos os municípios do nosso estado. Faremos obras que busquem minimizar os efeitos da estiagem”, declarou o governador.

O projeto consiste na construção de uma captação flutuante no Rio, Ipojuca, Estação de Tratamento Simplificada, Estação Elevatória composta por dois conjuntos motor-bomba para vazão de 10 litros por segundo e implantação de adutora de 13 km de extensão. O prazo de execução do projeto é de 90 dias.

Para melhorar o abastecimento nas localidades mais críticas do município, a Compesa executou uma obra de interligação de adutoras e vai iniciar, agora, a implementação de um novo sistema produtor. A interligação foi entre as adutoras de Pão de Açúcar e Rosas. Foram investidos R$ 220 mil na implantação de 2,2 km de tubulações que estão levando água a 4 mil habitantes dos bairros de Vila Anápolis, Loteamento Leonardo, Carimbó, Santo Antônio e Loteamento José Rocha (parte alta). Essas localidades estavam sem receber água há quase três anos, quando as barragens de Rosas e Ipaneminha secaram totalmente. Além desses bairros, também será abastecida a cidade de Alagoinha.