24 de dezembro de 2012 às 07h55min - Por Mário Flávio

Os membros do Parlamento Jovem de Caruaru se reuniram no sábado (22), em um restaurante da cidade, para elaborar um documento oficial pedindo ao presidente do Parlamento, Paulo Tôrres (PTN), a realização de uma reunião extraordinária a ser realizada até a sexta-feira (28), com local e horário a ser definido. O objetivo da reunião é votar duas emendas, que só entrariam em pauta no ano que vem.

No contexto

Na última sessão do ano, Parlamento Jovem empossa novo membro e volta a discutir falta de comunicação

Uma trata da eleição da mesa diretora, que pela proposta do parlamentar Carlos Alberto (PSDB), deveria ser feita anualmente já a partir de 2013. Pela estrutura atual, devido ao fato de os vereadores jovens terem votado pela ampliação dos mandatos de um para dois anos, Paulo permaneceria como presidente até o final de 2013. A outra emenda, de autoria de Mayara Soares (Acic Jovem) se refere ao tempo que uma comissão do Parlamento terá para apresentar os projetos, requerimentos e moções a comissão de Políticas Públicas de Juventude da Câmara, que deverá ser mais curto, para 7 dias. Participaram do encontro os vereadores jovens Rayann Santos (DEM), Jefferson Paz (PMDB), Carlos Alberto (PSDB), Júlio Inglesas (CDL Jovem), Joana Figueiredo (UFPE), Mayara Soares (Acic Jovem), Edweis Arnaldo (PDT), Cleyton Feitosa (ArtGay), Carlos André (PSC), Alan Marcimiliano (Fafica).

“O objetivo dessa nossa reunião informal nesse sábado foi alcançado. Todos os vereadores presentes assinaram o documento pedindo ao presidente do Parlamento Jovem, Paulo Tôrres, que realize a reunião extraordinária para votar essas emendas que ficaram de fora da última reunião por motivos que desconhecemos. Diferente do que o próprio Paulo Tôrres pensava, nossa reunião só teve esse objetivo” disse Jefferson Paz, que na última sessão oficial do ano do PJ, no dia 19 de dezembro, cobrou de Paulo respostas sobre o fato de a Comissão de Políticas Públicas para a Juventude não analisar projetos enviados pelos jovens parlamentares.

E talvez, problema maior do que votar as emendas, seja chegar a um entendimento com esta comissão, que não emitiu parecer sobre nenhuma das proposituras levantadas pelo PJ, e é formada por Lula Tôrres (PR), Diogo Cantarelli (PSDB) e Edmilson do Salgado (PCdoB). Lula, aliás, é pai de Paulo Tôrres. Resta saber se a próxima comissão, a ser formada no ano que vem, atenderá funcionalmente os jovens vereadores.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro