20 de agosto de 2013 às 13h25min - Por Mário Flávio
Arnaldo Dantas faz parte do projeto

Arnaldo Dantas cobra transparência do Legislativo

Reportagem de Ana Rebeca Passos

Em matéria publicada no Diário de Pernambuco na edição de domingo (18), o Deputado Federal Wolney Queiroz aparece na 14ª colocação no ranking por deputado federal dos maiores gastos com R$ 157.744,49 utilizados de janeiro a julho deste ano. No topo, aparecem gastos com aluguel de carros; só este ano Wolney Queiroz utilizou 78 mil reais da cota de exercício parlamentar para locação de veículos.

O analista político Arnaldo Dantas, fez uma análise dos gastos realizados pelos deputados, e considera a necessidade de que a população tenha conhecimento do que os representantes do povo vêm realizando no parlamento. “Em primeiro lugar ele deve dar explicações ao eleitorado dele, ao povo de Caruaru que o elegeu. Ele deve deixar isso bem claro e ser o mais transparente possível, Um mandato popular se dá nisso aí na capacidade de representar e ser representado. Então, o povo de Caruaru e da região delegou o mandato a Wolney Queiroz, ele deve explicar ao povo sobre o uso do dinheiro público, para que fins esse dinheiro foi utilizado, é uma explicação que todo parlamentar deve dar, principalmente ele que é filho do prefeito e foi eleito com os votos de Caruaru e região”, declarou o analista.

Os dados foram apurados no site da Câmara dos Deputados, e segundo o jornal, cada parlamentar pernambucano tem direito a R$ 35.256,76 ( o equivalente a 52 salários mínimos) por mês para usar com passagens aéreas, aluguel de automóveis, telefonia, escritório, publicidade, alimentação, consultoria, entre outros. Se o recurso não for todo gasto em 30 dias, ele pode ser acumulado até o fim do ano para, eventualmente, ser devolvido aos cofres públicos.

Arnaldo Dantas lembrou que o uso do dinheiro público no país não é transparente. “É um direito ter 52 salários mínimos por mês? É. Agora como é construído esse direito é que é interessante, por que não discutido com o povo, o povo não sabe o que o parlamentar faz, não sabe como é utilizada a verba de gabinete ou como é construído todo o cerimonial e liturgia do cargo, isso a população não sabe. É necessário que se exista mais transparência, a questão entre os governantes parlamentares desse país, é necessário ser mais transparente com o povo para que ele saiba como está sendo usado o dinheiro público e com que finalidade no parlamento. Essa é a grande questão hoje no Brasil”, disse Arnaldo Dantas.

Ainda no ranking por deputado federal dos maiores gastos, a liderança é de Augusto Coutinho (DEM), com R$ 217.134,85.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro