8 de março de 2016 às 23h41min - Por Mário Flávio
A Casa ficou lotada de manifestantes. A foto é do blog de Wagner Gil

A Casa ficou lotada de manifestantes. A foto é do blog de Wagner Gil

Mais uma noite de tumulto na Câmara Municipal de Caruaru. A sociedade resolveu reagir e lotou as galerias da Casa de Leis, para protestar contra o reajuste de 66% nos salários dos vereadores, que a partir de janeiro de 2017, terão um subsídio de R$ 15 mil mensais. Atualmente os parlamentares recebem R$ 9 mil por mês. O argumento usado pelos vereadores, que votaram a favor, não convence, e a cada sessão, o número de manifestantes cresce contra o reajuste.

Todos questionam não apenas os valores reajustados, mas reclamam do modos operandi da votação. A súmula da primeira sessão não estava clara, por mais que o presidente da Casa, vereador Leonardo Chaves (PSD), afirme que houve má fé na interpretação, mas não estava… Na manifestação dessa terça-feira (08/03), até a Polícia foi chamada para conter os ânimos e evitar um possível conflito.

Nem as pessoas mais próximas aos parlamentares engolem os argumentos para esse reajuste. O fato do país atravessar uma crise também gera mais ainda reclamação. Faltou bom senso aos paramentares que votaram a favor. De acordo com relato dos próprios parlamentares, alguns que até já se arrependeram, a reunião e as votações relâmpagos, para explicar e votar o projeto, foram rápidas demais, mas não justificam também um voto desse tipo.

Basta voltar no tempo, mas precisamente no dia 31 de janeiro de 2013, dia da primeira votação de muitos vereadores novatos. O polêmico PCC da Educação. Naquela época, a justificativa de alguns em votar sem saber, até foi aceita, mas no último ano de mandado incorrer no mesmo erro? Não dá para aceitar e por isso a reclamação e as idas de pessoas de vários setores da sociedade, para reclamar aos vereadores.

Na quinta-feira passada, poucas pessoas foram Casa e talvez os parlamentares esperavam que hoje pouca gente ou ninguém mais fosse protestar. Mas a comunidade reagiu. Se juntaram aos estudantes, professores, mototaxistas e profissionais liberais. Todos com o intuito de não aceitar a votação ocorrida na Casa. Na internet novos protestos estão sendo agendados, tem até abaixo-assinado contra o aumento, e o movimento contrário ao reajuste só cresce e joga pressão para o prefeito José Queiroz, que tem 15 dias para sancionar ou vetar o Projeto. Se o Chefe do Executivo vetar, o projeto volta para a Casa, e os vereadores teriam a chance de corrigir esse equívoco. A conferir.

JAJÁ – Em meio a mais uma crise envolvendo a Câmara, o vereador Jajá (PMN) soltou o verbo contra a Compesa. A reclamação dele diz respeito a Rua Boa Ventura, no Bairro Petrópolis. “Lembrando que o espaço recentemente passou por uma reforma inacabada, que foi gasto quase dois milhões de reais. Isso tudo mostra o descaso com o dinheiro público e a falta de respeito com a população. Estrarei denunciando ao ministério público para tomar as devidas providencias”, disse o vereador.

PARCERIA – Uma parceria que prevê a unificação dos serviços estaduais e municipais voltados aos micro e pequenos empreendedores e trabalhadores em geral foi discutida entre o prefeito José Queiroz e o secretário de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação de Pernambuco, Evandro Avelar. O objetivo da parceria é otimizar os serviços, facilitando os processos que atendem a classe trabalhadora do município. A proposta apresentada por Avelar sugere criar uma unidade para concentrar em um único espaço físico a Agência do Trabalho, o Expresso Empreendedor, a Jucepe, a Agefepe, com suporte da Secretaria da Fazenda Municipal, entre outras divisões que atendem a este público.

ENALTECENDO WOLNEY – O secretário de infraestrutura de Caruaru, Bruno Lagos, tem na ponta da língua o nome do deputado federal Wolney Queiroz para justificar as obras que estão sendo feitas em Caruaru. Seja nas entrevistas ou no material enviado para a imprensa, Lagos faz questão de frisar os recursos conseguidos por Wolney. Um exemplo é a obra na rua da União, na Vila do Cajá, que foi a primeira a ganhar pavimentação em paralelo este ano. “Essas duas vias já fazem parte de uma segunda etapa dos projetos de calçamento que estão sendo custeados por emenda parlamentar do deputado federal Wolney Queiroz. Seguimos trabalhando muito enquanto o país atravessa uma crise financeira”, relatou.

FÓRUM – Para acolher os novos delegados e delegadas do Orçamento Participativo eleitos no ciclo 2015/2016, a Secretaria de Participação Social irá realizar o VI Fórum nessa quarta-feira (09), das 8h às 14h. O objetivo é promover um encontro para construir um debate permanente sobre a cidade, além de eleger os conselheiros e conselheiras que acompanharão de perto as ações priorizadas pela população nas plenárias.

LEMBRANÇA – O Dia Internacional da Mulher foi lembrado no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, pela deputada estadual Raquel Lyra (PSB). A parlamentar mostrou alguns números relativos às mulheres na política brasileira e no mercado de trabalho e também destacou seu apoio a um projeto realizado com profissionais da cidade de Caruaru.

IMPEACHMENT – Após o encontro com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, o líder da oposição no Congresso e coordenador do comitê Impeachmentjá, o deputado Mendonça Filho, confirmou que a expectativa é de que a definição sobre o rito do impeachment ocorra na próxima semana. Os líderes se reuniram hoje com o presidente do STF para pedir agilidade no julgamento de recursos contra decisão da Corte que alterou o rito do impeachment. Segundo Mendonça, o ministro declarou que se esforçará para dar celeridade à análise dos embargos na quarta ou quinta-feira da semana que vem, 16 ou 17 de março.

ARENA – O deputado Silvio Costa Filho (PTB), em nome da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), fez um apelo à Base do Governo na Casa e ao Governo de Pernambuco, a realização de um debate sobre a Arena Pernambuco e a rescisão do contrato entre o Estado e a Odebrecht. Segundo o parlamentar, ainda há questões a serem esclarecidas, que sequer foram tocadas na nota divulgada pelo Governo na última sexta-feira. “Como ficará a Cidade da Copa? Qual será a modelagem jurídica desse rompimento com a Odebrecht Arenas? Como ficarão as obras de mobilidade urbana previstas? Quem pagará a conta do programa de aceleração da obra da Arena Pernambuco, que dobrou o número de trabalhadores envolvidos no empreendimento?”, questionou Silvio, listando algumas das perguntas ainda sem resposta.

JORNAL DAS 7 – Os desdobramentos jurídicos da Operação Lava Jato serão pauta da entrevista de hoje no Jornal das 7. Eu recebo no estúdio o juiz da Vara Criminal de Caruaru, Pierre Souto Maior. Ele vem comentar a polêmica envolvendo a condução coercitiva do ex-presidente Lula, a condenação de empreiteiros e políticos e o que essa Operação representa para o futuro do direito brasileiro. Você escuta na Globo FM 89,9, no Tune In ou no www.globofm89.com.br.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro