9 de março de 2016 às 07h28min - Por Mário Flávio

Sílvio-Costa-Filho-foto-Giovanni-Costa-Alepe

Em nome da bancada da oposição na Assembleia Legislativa, o deputado Sílvio Costa Filho (PTB), propôs nesta terça-feira (8) a realização de um debate sobre a Arena Pernambuco e a rescisão do contrato entre o Governo do Estado e a Odebrecht. Ele disse que muitas questões ainda precisam ser esclarecidas em relação à nota divulgada pelo Governo do Estado na última sexta-feira (4) anunciando o rompimento do contrato com a construtora baiana.

“Como ficará a Cidade da Copa? Qual será a modelagem jurídica desse rompimento com a Odebrecht? Como ficarão as obras de mobilidade urbana previstas? Quem pagará a conta do programa de aceleração da obra da Arena Pernambuco, que dobrou o número de trabalhadores envolvidos no empreendimento?” – perguntou o líder da oposição.

“Queremos convidar o vice-governador Raul Henry, o procurador-geral do Estado, André Caúla, os representantes da Odebrecht – que até agora não se posicionaram –, e o prefeito Geraldo Júlio – na época secretário de Planejamento que, em nome do Governo, coordenou todo o processo de licitação”, acrescentou. Já o deputado Ângelo Ferreira (PSB), presidente da Comissão de Administração Pública, propôs a convocação do procurador-geral do Estado, Antônio César Caúla, para falar sobre o rompimento do contrato.

“O governador Paulo Câmara quer dar um trato jurídico à questão e Caúla é a pessoa mais importante para informar os passos que serão dados e esclarecer dúvidas sobre a rescisão”, disse o parlamentar sertanejo.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro